domingo, 8 de fevereiro de 2009

Um café e um queijo quente.

3 Comments


- Bom dia, gostaria de fazer seu pedido?
- Sim... um café, por favor.
- Açúcar ou adoçante?
- Puro mesmo.
- Alguma coisa para comer?
- Um queijo quente.
- Mais alguma coisa?
- Não, só isso por enquanto.

Volta a garçonete com a bandeja contendo o café e o queijo quente.
- Tenho a impressão que te conheço de algum lugar...
- Como, senhor?
- Será que não nos vimos em algum lugar? Aliás, acho que sua voz não me é estranha.
- Creio que não, senhor... É a primeira vez que o senhor vem aqui, não?
- Sim, é... Oh, sim! Sua voz não é aquela que diz: “Próxima parada, estação Vital Brasil. Desembarque pelas portas 2 e 4”.
- Isso era para ser uma cantada? Se sim, foi muito ruim.
- E eu lá sou homem de passar cantadas?! É cada uma que me aparece...
- Assim o senhor me ofende.
- É você que está insinuando sobre mim!
- Você que veio com este papo de que me conhecia!

Os dois se olham. Que situação mais ridícula. Para ambos.
- Olha, deixa pra lá, tenho que trabalhar. O senhor precisa de mais alguma coisa?
- Mas não é você quem fala no ônibus? Mesmo?
- Se precisar de algo, me chame.

Toma o café e come o queijo quente. Sem tirar os olhos daquela moça com quem acabara de falar. “Por que fui falar aquilo? Eu realmente ando enferrujado com as mulheres...”.
- Moça, por gentileza, venha cá.
- Sim?
- Desculpe-me pela minha indelicadeza.
- Ah, tudo bem... liga não...
- Como posso me redimir?
- E vem me dizer que não era uma cantada!
- Pois é... Não sou muito bom nestas coisas.
- E ainda falou que eu estava insinuando!
- Vamos começar assim, de novo?
- Eu tenho mais o que fazer. Ia pedir algo?
- Não... Quer saber? Passar bem.
- Volte sempre!

Não tiveram um bom começo.
Nem um fim.
Nunca mais se viram.
Dois solteirões.
Sem dar chance para as oportunidades que a vida lhes deu.

3 comentários:

Fran 9 de fevereiro de 2009 16:41

Realmente, é necessário estar atento às oportunidades e saber aproveitá-las.
Tudo tem seu propósito.

diego gianni 11 de fevereiro de 2009 10:22

Muito bom, Nathi! Acho que não tinha lido ainda um texto seu feito com diálogos, achei muito legal.
"vital Brasil", hein? hehehee Também gotaria de saber quem é a dona desta voz.
Beijão querida

Lory 14 de fevereiro de 2009 21:40

Hahahahahahahhaah, eu não aguentei... Que criatividade! Voz do ponto de ônibus?! De mais...
Beijos, SAUDADES!