domingo, 4 de janeiro de 2009

Lembranças

4 Comments

Lem-bran-ça: sf (lembrar+ança) 1 Ato ou efeito de lembrar. 2 Coisa própria para ajudar a memória. 3 Memória. 4 Recordação que a memória conserva por certo tempo. 5 A faculdade da memória. 6 Admoestação, lembrete, leve repreensão.

Tais significados não me significam nada. São irreais. Mas tudo bem, não acho que alguém possa dar um significado para algo tal complexo de se explicar como as lembranças. De onde elas vêm? Por que existem? Para que servem?
Sinceramente não sei por que resolvi escrever sobre elas. Talvez porque seja início do ano e eu tenha tido muitas lembranças no ano que se passou. E gostaria de revivê-las agora... neste exato momento. Lembro-me do clipe “The Scientist”, do Coldplay e me imagino voltando no tempo... Vou revivendo os momentos bons e tentando esquecer os poucos momentos ruins que vão se apagando aos poucos.
E se alguma parte da vida tivesse sido mudada? O que teria acontecido? Estaria eu onde estou neste exato momento?! Não sei não... Acho que era pra ser do jeito que está. Já mencionei alguma outra vez aqui sobre “o livro da vida”, nossas histórias estão todas escritas dentro dele. Cada dia é como se fosse uma página e se virarmos algumas, haverá dezenas, centenas, milhares (quem sabe?) de lembranças guardadas. Há dias em que eu gostaria de ter este livro em minhas mãos e poder folheá-lo a fim de (re)descobrir momentos passados e que fim levaram. E ainda, bom seria poder ter pistas de como serão os próximos dias.
Talvez aí esteja a graça de viver, a verdade é que a gente nunca sabe sobre o dia de amanhã... Meu desejo é que vocês tenham tido um 2008 repleto de lembranças boas para se recordarem e que 2009 possua mais lembranças ainda.

4 comentários:

Andrey 6 de janeiro de 2009 10:51

Lembranças...2008 foi um ano de mudanças pra mim.

Creio e espero que 2009 seja muuito melhor.

Falando em livro, lí esse fds " A Cabana" e recomendo.

Caio e Lory 6 de janeiro de 2009 18:29

Eiiii, eu não te escrevo? Heheheh, está explicado, sem internet e tempo...
Lembranças são coisas fantásticas, nunca saberemos o que aconteceria ou deixaria de acontecer por algum ato diferente do que fizemos. Por isso é bom viver, essa é a vida!

Fran 7 de janeiro de 2009 12:29

É. Essa é a vida e é muito boa!

diego gianni 9 de janeiro de 2009 13:23

e quando eu for velhinho vou lembrar com carinho de ter conhecido algumas pessoas tão especias, entre elas você, Nathi.
Beijão, parabéns pelo texto