sexta-feira, 7 de maio de 2010

Para a saudade

21 Comments

Saudade louca,
Saudade que me consome,
Que me deica rouca,
Ao gritar pelo seu nome.

Saudade ingrata,
que aos poucos me mata.
É ferida aberta,
Sem cura.
Saudade imatura,
Saudade pura.
Aquela que me traz doces lembranças,
tão cheias de esperança.
Doces e puras como uma criança.

Saudade infantil,
Anil,
Colorida,
Dolorida,
Especial,
Sentimental,
Mágica,
Trágica,
Solitária,
Imaginária...

Saudade, que faço eu de você?
Saudade, que faço eu sem você?
Saudade, que faço eu com você?

21 comentários:

Fernando L. 7 de maio de 2010 23:12

Saudade é triste, mas a gente sempre sente. beijos.

Jaci Macedo 7 de maio de 2010 23:23

Saudade do que passou, do que nunca se viveu e do que ainda se quer viver. Sempre dói. Sempre vai doer.

Luciana 7 de maio de 2010 23:53

acho lindo essa palavra:SAUDADE.
SINÔNIMO DE QUE Á AMOR.

Daniel Senos 8 de maio de 2010 03:31

Ah, saudade, tão inerente à nossa condição humana...

Patricia s2 8 de maio de 2010 05:05

"Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar essa pessoa de nossos sonhos e abraçá-la. " Clarice Lispector

elry 8 de maio de 2010 22:43

saudade: poema de uma palavra só.
=)

Rebeca Amaral 8 de maio de 2010 22:53

saudade, ultimamente, presente em muitos blogs.
faz parte, não é? dói, mas é necessária.

beijão, flor! obrigada pelo carinho!

Kah Lessa 8 de maio de 2010 23:28

Lindo o texto. É tão difícil eu gostar de poema rimado, mas adorei o seu. Diz muito, mesmo sendo leve. Talentosa por encontrar essa medida. =D

Seguirei.

Bjs

http://daretoinspireme.blogspot.com/

Letíciia Effgen Zanol :) 9 de maio de 2010 12:23

ê saudade ...
gostei do seuu jeito de escreveer !

to seguindo :*

C. 9 de maio de 2010 12:45

A saudade é um dos piores sentimentos que existe. Por que não temos a pessoa querida ao nosso lado sempre que desejamos, não é mesmo?

vanessa 9 de maio de 2010 14:16

Estou em uma saudade do que eu nunca tive. E isso me dói.

Lindo poema.
Um beijo doce
seguindo *:

Carolina* 9 de maio de 2010 21:53

Retribuindo a visita!
Gostei muito daqui também! seu blog é lindo...e você escreve muito bem!

eu tenho o seguinte pensamento...
a gente soh tem saudade daquilo que foi bom, logo...ter saudade é lembrar momentos bons! aproveite!

;*

Naty Araújo 9 de maio de 2010 23:16

Quase, quase minha xará, heim? srsrsrs.

Esse seu poema tá lindo... é uma dor falar da saudade, mas me conforta saber que vivi momentos bons, que deixaram essa marca.

Gostei daqui tbm.

Beijos, linda.

deh ramos 12 de maio de 2010 22:13

ultimamente, eu tenho tido muitas saudades.. como diz o Drummond, inclusive do que não existiu.

Iris Oliveira 13 de maio de 2010 09:18

Oi linda! Obrigada pelo selinho... só não consegui encontar... rsrsrs
Se vc puder me indicar onde está eu agradeço! =) Bjos!

Mari Amorim 13 de maio de 2010 13:36

Ola!!
Desejo a você, que a vida seja um paraíso absoluto
que o amor seja um sol que aquece
e que em alegrias o caminho tece!
Boas energias,
Mari

Fran 14 de maio de 2010 20:38

Meus recados não aparecem mais pra vc. Rum ¬¬
Saudades...

Kah Lessa 15 de maio de 2010 00:48

Tô esperando postar mais. Inspire-se!rs

tem post novo no meu blog: http://daretoinspireme.blogspot.com/

bjs

Ana Luiza Fernandes Calil 15 de maio de 2010 12:37

saudade é tão única que só tem no português...a afirmativa é clichê, mas como pode?

um amorzinho seu blog! beijos!

João Paulo 22 de maio de 2010 10:13

Adorei esse texto sobre saudade, e o jeito como voce descreveu, me identifiquei com a metrica dos seus textos, sou blogueiro "iniciante" rsrs. Mas se puder ajudar comentando meu blog, iria adorar.