terça-feira, 15 de setembro de 2009

4 Comments

Odeio chorar. Meu rosto fica vermelho, meus olhos incham. Mas é a dor sendo exprimida para fora. Não gosto que as pessoas me vejam assim, é um momento meu... de solidão, exaustão... dor. Sou sensível, até demais, eu diria. Não controlo minhas emoções e também acho que nunca conseguirei fazer isso.
A dor que sinto no momento é absurda, é como se tivessem levado um pedaço de meu coração. Quero entender porque se morre, porque se vive. Por que Deus tem de levar embora as pessoas que amo? Por que realmente estamos aqui? Qual o propósito da vida?
Sinto-me desolada, achando que eu deveria ter passado mais tempo junto dele, ligado mais vezes, dizer mais vezes: você é importante para mim. Talvez eu devesse ter rezado mais, pedido mais forças “vô, você vai conseguir sair dessa”!
Está doendo.
Mas espero que não tenha doído para ele. E que, neste exato momento, Deus esteja cuidando muito bem dele, pois meu vô era muito importante para mim.
Desculpe, mas eu vou chorar. Quietinha, num cantinho qualquer, sem você nem perceber.

4 comentários:

diego gianni 15 de setembro de 2009 23:03

Chore mesmo querida amiga, nesta dor que só quem sente entende. Quando a dor virar saudade e precisar de um ombro amigo, pode contar com o meu.
Beijão, fique bem

Fran 16 de setembro de 2009 12:04

É difícil superar uma perda...
Se precisar de uma forca, um abraco ou simplesmente de companhia, me chama =)
Melhoras...
Bjao

Lory 24 de setembro de 2009 15:10

Com certeza ele está bem, descansando em paz.
A vida... complexa mesmo, quem entende?!
Saudades... Beijinhos

Ana Paula Sampaio 2 de outubro de 2009 10:44

Nathalie, obrigada pela visita e pelo carinho. Comentários assim me fazem ter vontade de escrever cada vez mais! =) Passei no seu Coração de gás neon, é lindo! Continue escrevendo! beijos!